sambafoot

Publicidade

Senado aprova em 2º turno PEC que limita decisões individuais de ministros do Supremo

Texto tem o apoio do presidente do Senado e vai agora à Câmara dos Deputados

Senado aprova em 2º turno PEC que limita decisões individuais de ministros do Supremo
Publicidade

O plenário do Senado Federal aprovou, nesta 4ª feira (22.nov), em segundo turno, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limita decisões monocráticas no Supremo Tribunal Federal (STF). Foram 52 votos a favor do texto e 18 contrários, como no primeiro turno. Outra vez, não houve abstenção. Agora, a matéria vai à Câmara dos Deputados.

+ Leia as últimas notícias no portal sambafoot

A Proposta de Emenda à Constituição veda a concessão de decisão monocrática que suspenda a eficácia de lei ou ato normativo com efeito geral, ou que suspenda ato dos presidentes da República, do Senado, da Câmara dos Deputados ou do Congresso Nacional.

Inicialmente, o texto também estabelecia prazos para pedidos de vista no Supremo. Entretanto, o relator, senador Esperidião Amin (PP-SC), retirou esse trecho.

Antes da votação em segundo turno, o líder do governo no Congresso, senador Randolfe Rodrigues (AP), explicou os motivos de ser contra a proposição - a qual recebeu voto favorável, em ambos os turnos, inclusive do líder do governo no Senado, Jaques Wagner (PT-BA), e tem o apoio do presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (PSD-MG).

"Essa PEC trata das atribuições do STF. Então só cabe dizer neste momento que não cabe a mim uma análise do escopo da PEC. Porque me parece, por todas essas razões aqui expostas e esculpidas, ela não é a prioridade da agenda nacional neste momento. Me cabe, presidente, neste momento, e me permita falar com vossa excelência, uma análise do ponto de vista da quadra histórica. É do ponto de vista da quadra histórica que se insere o debate dessa PEC", pontuou Randolfe.

"Presidente Rodrigo, nos últimos quatro anos, a democracia brasileira esteve por um fio. Dentro da institucionalidade democrática, poucos foram aqueles que se levantaram para impedir que a ruptura do tecido democrático fosse concretizada. Poucos se levantaram para impedir o avanço das ameaças às instituições democráticas".

Ele prosseguiu: "Eu costumo dizer que o 8 de janeiro, e vossa excelência sabe muito bem, não foi um raio numa noite de sol, foi o desencadear de um processo de ataque à democracia brasileira. Quero aqui fazer um testemunho ao senhor. Dos poucos que se levantaram na última quadra em defesa da democracia, estiveram o STF e esteve vossa excelência".

Ainda de acordo com Randolfe, a aprovação da PEC só pode ser entendida, por alguns que foram "que foram na quadra histórica derrotados", como uma "reação". "Por isso que a minha digital não está  na aprovação dessa PEC. Por isso que reajo. Nem tanto pelo mérito. Qualquer Poder está submetido à análise inclusive desse Poder, do Congresso Nacional".

Conforme Randolfe, é "pela quadra histórica ainda não ter acabado" e por saber que contará com Pacheco na continuação da quadra histórica na defesa da democracia brasileira, porque ela não se encerrou, que não vota favorável a Proposta de Emenda à Constituição. "Porque ela é uma reação. Não há outra digressão ou outra definição para ela. Ela é uma reação a, sobretudo, ao papel histórico que o STF cumpriu no último momento".

Veja também:

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

portalnews
sbtnews
congresso
justica
segundo turno
pec
decisões monocráticas
supremo tribunal federal
stf
noticias
guilherme-resck
randolfe rodrigues
rodrigo pacheco
jaques wagner
vista
turnos
líder
democracia

Últimas notícias

Ex-vereador preso por estupro é condenado a 50 anos de prisão

Ex-vereador preso por estupro é condenado a 50 anos de prisão

Emilio de Souza Oliveira Ruby foi flagrado em um vídeo com crianças dentro de uma caixa d'água em Sorocaba (SP). Ex-parlamentar não pode recorrer em liberdade
Líderes ocidentais visitam Kiev no dia em que guerra entre Ucrânia e Rússia completa dois anos

Líderes ocidentais visitam Kiev no dia em que guerra entre Ucrânia e Rússia completa dois anos

À tarde, presidente Volodymyr Zelensky deve se reunir com representantes do G7 por videoconferência
Esquema de segurança em ato pró-Bolsonaro em SP terá 2 mil agentes e drones

Esquema de segurança em ato pró-Bolsonaro em SP terá 2 mil agentes e drones

Manifestação é organizada após a Polícia Federal deflagrar no último dia 8 a Operação Tempus Veritatis, que mira uma suposta organização criminosa que tentou dar golpe para manter Bolsonaro na Presidência
STF já condenou 101 réus pelos atos golpistas de 8 de janeiro

STF já condenou 101 réus pelos atos golpistas de 8 de janeiro

As condenações também abrangem o pagamento de indenização de R$ 30 milhões; esse valor será dividido entre todos os condenados
Invasão russa na Ucrânia completa 2 anos: veja 10 perguntas e respostas sobre a guerra

Invasão russa na Ucrânia completa 2 anos: veja 10 perguntas e respostas sobre a guerra

Conflito começou em fevereiro de 2022 e já resultou em impactos significativos para segurança e economia global
Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 110 milhões no sorteio deste sábado (24)

Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 110 milhões no sorteio deste sábado (24)

Valor acumulado é o maior de 2024 até o momento; apostas podem ser feitas até as 19h
FALSO: torcidas organizadas negam ato contra Bolsonaro em São Paulo

FALSO: torcidas organizadas negam ato contra Bolsonaro em São Paulo

Confira a verificação realizada pelos jornalistas integrantes do Projeto Comprova
Lira não tem prazo para analisar pedido de impeachment de Lula; entenda o processo

Lira não tem prazo para analisar pedido de impeachment de Lula; entenda o processo

Denúncia contra o presidente por crime de responsabilidade foi protocolada nesta semana; mais de 130 deputados federais assinaram
Confiança do consumidor brasileiro piorou em fevereiro, diz FGV

Confiança do consumidor brasileiro piorou em fevereiro, diz FGV

Trata-se do pior patamar em 9 meses, que atinge famílias com renda de R$ 2.100 a R$ 9.600,01
Homem é preso após arremessar filho de 11 meses de carro no Rio Grande do Sul

Homem é preso após arremessar filho de 11 meses de carro no Rio Grande do Sul

A ex-mulher também caiu do veículo em movimento e foi atropelada na sequência
Publicidade
Publicidade
sambafoot Mapa do sitesambafoot Mapa do site