sambafoot

Publicidade

Ministério da Justiça abre processo contra agências de viagem aéreas

Ação irá apurar infrações relacionadas a cancelamentos, reembolsos e reservas

Ministério da Justiça abre processo contra agências de viagem aéreas
Publicidade

O Ministério da Justiça e Segurança Pública abriu um processo administrativo contra cinco agências de viagens aéreas, sendo CVC, Decolar.com, 123 Milhas, Max Milhas e Viajanet. Segundo a pasta, a ação é baseada em queixas de consumidores sobre a prestação de serviços das empresas nos últimos meses.

+ Leia as últimas notícias no portal sambafoot

O processo contará com agentes da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), que irão apurar possíveis infrações ao Código de Defesa do Consumidor. A investigação inclui cancelamentos, remarcações, reembolsos e reaproveitamento de créditos de viagens e reservas. Se condenadas, as agências estarão sujeitas à multa de até R$ 13 milhões.

"As cinco agências que são alvo das apurações da Senacon apresentaram o maior número de queixas registradas na plataforma Consumidor.gov.br, durante a pandemia. Entre os principais problemas relatados estão: dificuldade para alterar ou cancelar o contrato/serviço e a dificuldade ou atraso na devolução de valores pagos", explicou a pasta.

+ Após crise e idas e vindas, CPI do MEC será protocolada nesta 3ª

O ministro da Justiça, Anderson Torres, reforçou que a apuração é necessária, uma vez que "o consumidor não tem poder de escolha quanto ao real prestador, pois a agência faz todo o meio de campo".

Outro lado

Em nota encaminhada ao sambafoot, a Decolar.com se posicionou a respeito da movimentação por parte do Ministério da Justiça e Segurança Pública. A empresa reforçou estar aberta ao diálogo e, além disso, avisou que tem buscado ter acesso ao processo em questão.

"A Decolar está tentando ter acesso ao processo, mas adianta que mantém constante diálogo com os órgãos do Sistema Nacional de Defesa do Consumidor, incluindo a Senacon, visando o aprimoramento contínuo de suas práticas de atendimento aos clientes", afirmou a equipe de comunicação da empresa.

No mesmo dia, a MaxMilhas informou que "ainda não foi notificada sobre o caso e permanece à disposição das autoridades para prestar todos os esclarecimentos necessários". A companhia reforçou que oferece pesquisa, comparação e intermediação de passagens aéreas e preza pelo cuidado e transparência com os clientes.

O espaço está aberto para que CVC, 123 Milhas e Viajanet se posicionem a respeito do processo administrativo aberto pelo Ministério da Justiça.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

sbt
sbtnews
portalnews
governo
ministerio justiça
abre
processo
agencias
viagem aerea
cvc
decolar
123 milhas
max milhas
viajanet
serviços
infraçoes
multa

Últimas notícias

Invasão russa na Ucrânia completa 2 anos: veja 10 perguntas e respostas sobre a guerra

Invasão russa na Ucrânia completa 2 anos: veja 10 perguntas e respostas sobre a guerra

Conflito começou em fevereiro de 2022 e já resultou em impactos significativos para segurança e economia global
Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 110 milhões no sorteio deste sábado (24)

Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 110 milhões no sorteio deste sábado (24)

Valor acumulado é o maior de 2024 até o momento; apostas podem ser feitas até as 19h
FALSO: torcidas organizadas negam ato contra Bolsonaro em São Paulo

FALSO: torcidas organizadas negam ato contra Bolsonaro em São Paulo

Confira a verificação realizada pelos jornalistas integrantes do Projeto Comprova
Lira não tem prazo para analisar pedido de impeachment de Lula; entenda o processo

Lira não tem prazo para analisar pedido de impeachment de Lula; entenda o processo

Denúncia contra o presidente por crime de responsabilidade foi protocolada nesta semana; mais de 130 deputados federais assinaram
Confiança do consumidor brasileiro piorou em fevereiro, diz FGV

Confiança do consumidor brasileiro piorou em fevereiro, diz FGV

Trata-se do pior patamar em 9 meses, que atinge famílias com renda de R$ 2.100 a R$ 9.600,01
Homem é preso após arremessar filho de 11 meses de carro no Rio Grande do Sul

Homem é preso após arremessar filho de 11 meses de carro no Rio Grande do Sul

A ex-mulher também caiu do veículo em movimento e foi atropelada na sequência
Tenente acusado de matar campeão mundial de jiu-jitsu tem salário suspenso pela justiça de São Paulo

Tenente acusado de matar campeão mundial de jiu-jitsu tem salário suspenso pela justiça de São Paulo

Desde agosto de 2022, o tenente Henrique Velozo está detido no presídio Romão Gomes
Chuva no RJ deixa oito mortos e 650 pessoas desalojadas

Chuva no RJ deixa oito mortos e 650 pessoas desalojadas

Gabinete de crise foi criado para discutir ações emergenciais
Brasileiros matriculados em universidades argentinas correm o risco de perder o ano letivo

Brasileiros matriculados em universidades argentinas correm o risco de perder o ano letivo

Estudantes estão sendo considerados "falsos turistas" e mandados de volta ao Brasil na chegada a Buenos Aires
Biden anuncia mais de 500 novas sanções contra a Rússia

Biden anuncia mais de 500 novas sanções contra a Rússia

Trata-se de uma resposta do governo americano pelos dois anos da invasão russa na Ucrânia e à morte não esclarecida do opositor Alexei Navalny
Publicidade
Publicidade
sambafoot Mapa do sitesambafoot Mapa do site