sambafoot

Publicidade

Finlândia decide fechar fronteira com Rússia para proteger segurança nacional

Governo acusou Moscou de estar promovendo uma migração instrumentalizada no país

Finlândia decide fechar fronteira com Rússia para proteger segurança nacional
Publicidade

A Finlândia decidiu fechar temporariamente toda a fronteira com a Rússia após semanas de tensão devido ao alto número de requerentes de asilo. Segundo o governo, o posto fronteiriço de Raja-Jooseppi, o último aberto entre os países, encerrará as operações ainda nesta 4ª feira (29.nov), voltando a funcionar apenas no dia 13 de dezembro.

+ Leia as últimas notícias no portal sambafoot

Além do fechamento da travessia, a Finlândia está terminando a construção de um muro na fronteira com a Rússia. As medidas fazem parte do plano de segurança nacional, assinadoem julho do ano passado, que prevê aumentar a capacidade operacional para prevenir ameaças híbridas. Ao todo, os países dividem 1,3 mil quilômetros de território.

De acordo com as autoridades finlandesas, a decisão foi tomada, sobretudo, devido ao alto número de entrada de migrantes no país. Isso porque as travessias continuaram mesmo após as restrições, o que aponta para uma migração instrumentalizada por parte da Rússia. Desde agosto, quase mil requerentes de asilo de países como Somália, Iémen, Iraque e Síria chegaram à Finlândia vindos de Moscou.

+ Papa Francisco cancela ida à COP 28 por causa de problemas respiratórios

"Na situação atual, é necessário fechar toda a fronteira leste. Tomamos esta decisão para proteger a segurança nacional da Finlândia contra esta operação híbrida russa", disse a ministra do Interior, Mari Rantanen, acusando a Rússia de orquestrar eventos "com o objetivo de causar problemas mais amplos e criar fragmentação nos países ocidentais".

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

sbt
sbtnews
portalnews
mundo
finlandia
fecha
fronteira
russia
requerentes de asilo
migrantes
plano de segurança
mari rantanen
construçao de muro
europa

Últimas notícias

STF já condenou 101 réus pelos atos golpistas de 8 de janeiro

STF já condenou 101 réus pelos atos golpistas de 8 de janeiro

As condenações também abrangem o pagamento de indenização de R$ 30 milhões; esse valor será dividido entre todos os condenados
Invasão russa na Ucrânia completa 2 anos: veja 10 perguntas e respostas sobre a guerra

Invasão russa na Ucrânia completa 2 anos: veja 10 perguntas e respostas sobre a guerra

Conflito começou em fevereiro de 2022 e já resultou em impactos significativos para segurança e economia global
Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 110 milhões no sorteio deste sábado (24)

Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 110 milhões no sorteio deste sábado (24)

Valor acumulado é o maior de 2024 até o momento; apostas podem ser feitas até as 19h
FALSO: torcidas organizadas negam ato contra Bolsonaro em São Paulo

FALSO: torcidas organizadas negam ato contra Bolsonaro em São Paulo

Confira a verificação realizada pelos jornalistas integrantes do Projeto Comprova
Lira não tem prazo para analisar pedido de impeachment de Lula; entenda o processo

Lira não tem prazo para analisar pedido de impeachment de Lula; entenda o processo

Denúncia contra o presidente por crime de responsabilidade foi protocolada nesta semana; mais de 130 deputados federais assinaram
Confiança do consumidor brasileiro piorou em fevereiro, diz FGV

Confiança do consumidor brasileiro piorou em fevereiro, diz FGV

Trata-se do pior patamar em 9 meses, que atinge famílias com renda de R$ 2.100 a R$ 9.600,01
Homem é preso após arremessar filho de 11 meses de carro no Rio Grande do Sul

Homem é preso após arremessar filho de 11 meses de carro no Rio Grande do Sul

A ex-mulher também caiu do veículo em movimento e foi atropelada na sequência
Tenente acusado de matar campeão mundial de jiu-jitsu tem salário suspenso pela justiça de São Paulo

Tenente acusado de matar campeão mundial de jiu-jitsu tem salário suspenso pela justiça de São Paulo

Desde agosto de 2022, o tenente Henrique Velozo está detido no presídio Romão Gomes
Chuva no RJ deixa oito mortos e 650 pessoas desalojadas

Chuva no RJ deixa oito mortos e 650 pessoas desalojadas

Gabinete de crise foi criado para discutir ações emergenciais
Brasileiros matriculados em universidades argentinas correm o risco de perder o ano letivo

Brasileiros matriculados em universidades argentinas correm o risco de perder o ano letivo

Estudantes estão sendo considerados "falsos turistas" e mandados de volta ao Brasil na chegada a Buenos Aires
Publicidade
Publicidade
sambafoot Mapa do sitesambafoot Mapa do site