sambafoot

Publicidade

Países pressionam Israel e Hamas por acordo permanente de cessar-fogo em Gaza

Trégua temporária está programada para acabar nesta 4ª feira (29.nov); Catar, EUA e Egito mediam negociações

Países pressionam Israel e Hamas por acordo permanente de cessar-fogo em Gaza
Publicidade

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Catar, Majed bin Mohammed Al Ansari, afirmou que a comunidade internacional está pressionando Israel e o grupo extremista Hamas a chegar a um acordo permanente de cessar-fogo na Faixa de Gaza. Na última semana, as partes concordaram em estender a trégua até esta 4ª feira (29.nov).

+ Acompanhe a cobertura da guerra em Israel

+ Leia as últimas notícias no portal sambafoot

Segundo o diplomata, as negociações estão sendo realizadas com apoio do Egito e dos Estados Unidos. Todos estão se baseando nas diretrizes do primeiro acordo entre Israel e Hamas, que incluiu a libertação de reféns e palestinos presos. Caso concordem em ampliar a trégua, o Hamas deverá libertar 10 reféns para cada dia adicional de pausa na guerra.

Além da troca de civis, o cessar-fogo temporário permite uma maior entrada de caminhões humanitários em Gaza. O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, pediu que o diálogo entre Israel e Hamas continue, uma vez que, apesar do maior número de comboios, a ajuda humanitária ainda representa "migalhas" em meio à grave crise na região.

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que 1,3 milhão de pessoas estão vivendo em abrigos em Gaza, onde energia, alimentos, água e medicamentos são escassos. Além disso, a superlotação de pacientes em hospitais alinhada com a falta de saneamento básico, como coleta de lixo e limpeza de esgoto, está aumentando o surto de doenças.

Atualmente, a OMS contabiliza 111 mil casos de infecções respiratórias agudas, 12 mil casos de sarna, 11 mil de piolhos, 36 mil de diarreia, 24 mil de erupção cutânea e 2,5 mil de impetigo. Como não há tratamentos disponíveis, a organização estima que mais pessoas em Gaza podem morrer por doenças do que por bombardeios caso a guerra continue. 

+ Hamas liberta mais 10 mulheres israelenses; 30 palestinos são soltos por Israel

"Dadas as condições de vida e a falta de cuidados de saúde, mais pessoas poderiam morrer de doenças do que de bombardeios. Precisamos de um cessar-fogo continuado. AGORA. É uma questão de vida ou morte para os civis", disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom.

Publicidade
Publicidade

Assuntos relacionados

sbt
sbtnews
portalnews
mundo
paises
pressionam
israel
hamas
acordo permanente
cessar fogo
faixa de gaza
guerra-israel
ajuda humanitaria
crise
doenças
mortes
camila-stucaluc
catar

Últimas notícias

Líderes ocidentais visitam Kiev no dia em que guerra entre Ucrânia e Rússia completa dois anos

Líderes ocidentais visitam Kiev no dia em que guerra entre Ucrânia e Rússia completa dois anos

À tarde, presidente Volodymyr Zelensky deve se reunir com representantes do G7 por videoconferência
Esquema de segurança em ato pró-Bolsonaro em SP terá 2 mil agentes e drones

Esquema de segurança em ato pró-Bolsonaro em SP terá 2 mil agentes e drones

Manifestação é organizada após a Polícia Federal deflagrar no último dia 8 a Operação Tempus Veritatis, que mira uma suposta organização criminosa que tentou dar golpe para manter Bolsonaro na Presidência
STF já condenou 101 réus pelos atos golpistas de 8 de janeiro

STF já condenou 101 réus pelos atos golpistas de 8 de janeiro

As condenações também abrangem o pagamento de indenização de R$ 30 milhões; esse valor será dividido entre todos os condenados
Invasão russa na Ucrânia completa 2 anos: veja 10 perguntas e respostas sobre a guerra

Invasão russa na Ucrânia completa 2 anos: veja 10 perguntas e respostas sobre a guerra

Conflito começou em fevereiro de 2022 e já resultou em impactos significativos para segurança e economia global
Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 110 milhões no sorteio deste sábado (24)

Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 110 milhões no sorteio deste sábado (24)

Valor acumulado é o maior de 2024 até o momento; apostas podem ser feitas até as 19h
FALSO: torcidas organizadas negam ato contra Bolsonaro em São Paulo

FALSO: torcidas organizadas negam ato contra Bolsonaro em São Paulo

Confira a verificação realizada pelos jornalistas integrantes do Projeto Comprova
Lira não tem prazo para analisar pedido de impeachment de Lula; entenda o processo

Lira não tem prazo para analisar pedido de impeachment de Lula; entenda o processo

Denúncia contra o presidente por crime de responsabilidade foi protocolada nesta semana; mais de 130 deputados federais assinaram
Confiança do consumidor brasileiro piorou em fevereiro, diz FGV

Confiança do consumidor brasileiro piorou em fevereiro, diz FGV

Trata-se do pior patamar em 9 meses, que atinge famílias com renda de R$ 2.100 a R$ 9.600,01
Homem é preso após arremessar filho de 11 meses de carro no Rio Grande do Sul

Homem é preso após arremessar filho de 11 meses de carro no Rio Grande do Sul

A ex-mulher também caiu do veículo em movimento e foi atropelada na sequência
Tenente acusado de matar campeão mundial de jiu-jitsu tem salário suspenso pela justiça de São Paulo

Tenente acusado de matar campeão mundial de jiu-jitsu tem salário suspenso pela justiça de São Paulo

Desde agosto de 2022, o tenente Henrique Velozo está detido no presídio Romão Gomes
Publicidade
Publicidade
sambafoot Mapa do sitesambafoot Mapa do site